Scania premia cinco estudantes brasileiros no Inovathon 2018

Scania premia cinco estudantes brasileiros no Inovathon 2018

Cinco estudantes brasileiros, de quatro cidades do país - Campinas, São Bernardo do Campo, Brasília e Taquara (RS) -, foram os grandes vencedores do Inovathon 2018, realizado pela Scania entre os dias 25 e 27 de outubro, na cidade de São Paulo. Os vencedores apresentaram o MobiBus, uma solução que busca integrar periferias a zonas com melhor malha de transporte. A competição promoveu uma experiência de 72h para que jovens alunos do ensino superior pensassem a mobilidade urbana do Brasil. Como prêmio, os cinco componentes vencedores viajarão para a Suécia, onde conhecerão a capital do país, Estocolmo, e a sede da Scania na cidade de Södertälje.

Os 25 participantes foram divididos em grupos de cinco pessoas, os quais receberam nomes de bairros paulistanos. No primeiro dia da competição, todos eles passaram por um desafio, saindo de um ponto da cidade e utilizando os mais diferentes modais de transporte da cidade de São Paulo e chegando a um mesmo ponto. Nos outros dias, tiveram palestras, bate-papos e apresentação de cases. Entre o dia 26 e o 27, houve a maratona de 24h para que os grupos pensassem em uma solução de mobilidade e apresentasse no final do domingo (27).

O MobiBus

O passeio e a aprendizagem pela cidade levaram a equipe vencedora a apresentar uma solução extremamente inovadora, trazendo o conceito revolucionário dos apps transporte de individual para o transporte de massa. O nome da ferramenta é MobiBus, um “Uber de busão”, como disse um dos participantes. A solução consiste em um aplicativo onde as pessoas podem chamar um ônibus, de tamanho reduzido, para conectar e integrar áreas mais afastadas da cidade à malha principal do transporte público e alternativos, como bikes.

Na solução apresentada, o ônibus do MobiBus utiliza combustível GNV. A ideia do grupo por optar por este tipo de combustível foi a maior facilidade de adaptação para compostos mais limpos e que devem estar no mercado em breve, como o biometano.

O grupo rodou pela cidade via transporte público em momentos de baixo fluxo de passageiros e entendeu que o transporte de São Paulo é satisfatório. No entanto, o que fez com que chegassem à solução proposta foi as entrevistas que fizeram com usuários do transporte: notaram que a grande dificuldade das pessoas não era se locomover pela parte central da cidade, mas sim saírem de locais mais periféricos, com menor acesso a transportes de massa, como trem e metrô.

Além de integrar os transportes, o MobiBus conta com uma moeda própria, onde a cada utilização o valor economizado de CO2 é revertida nessa moeda.

Edições anteriores

O Inovathon é uma competição criada pela Scania, referência mundial em soluções de transporte sustentável, é um dos principais fabricantes de caminhões pesados, de ônibus e de motores industriais e marítimos, que reúne universitários de todo o Brasil com o propósito de fomentar a discussão e ampliar o conhecimento sobre o transporte sustentável.

Na primeira edição, em 2016, foi realizada a primeira etapa da maratona de inovação, que reuniu 25 universitários de diversas partes do país para desenvolver um projeto de gerenciamento logístico utilizando os conceitos de conectividade e as tecnologias de monitoramento e direção autônoma. O grupo vencedor era formado por alunos da Universidade Federal do ABC (UFABC), do Centro Universitário Fundação Santo André, Centro Universitário FEI e da Universidade de São Paulo (USP).

Em 2017, o Inovathon viajou pelo Brasil em busca das melhores equipes, passando pelas cinco regiões do país, com etapas em Porto Alegre (RS), Manaus (AM), Brasília (DF) e Fortaleza (CE). A etapa da região sudeste foi realizada na sede da empresa, em São Bernardo do Campo (SP), no ABC Paulista.

Os vencedores de cada região embarcaram para a grande final, realizada no LPC (Logistic Part Center), centro de reposição de peças da Scania para a América Latina, na cidade de Vinhedo, no interior de São Paulo. A grande campeã foi a equipe Norte (Manaus), formada por estudantes da Universidade Federal do Amazonas (UFA), Universidade do Estado do Amazonas (UEA) e Centro Universitário do Norte (Uninorte).

Não existem comentários

Adicionar comentário