Brasil recebe primeiros caminhões autônomos da Volvo em todo o mundo

Brasil recebe primeiros caminhões autônomos da Volvo em todo o mundo

Setembro marcou uma grande novidade tanto no agronegócio quanto no segmento automobilístico brasileiro. Foi naquele mês que ocorreu a primeira entrega comercial em todo o mundo dos caminhões autônomos da Volvo. A grande beneficiária da novidade foi a Usina Santa Terezinha, de Maringá (PR). Pertencente ao grupo Usaçucar, a usina recebeu sete unidades do veículo que promete aumentar a produtividade na lavoura de cana de açúcar.

O grande diferencial dos caminhões, desenvolvidos pela área de engenharia avançada da Volvo no Brasil com apoio da matriz na Suécia, é a sua alta precisão de direção: 2,5 cm, segundo a empresa.

De acordo com a Volvo, é normal que os caminhões convencionais esmaguem algumas mudas ao circularem em áreas restritas dentro das lavouras de cana de açúcar, por mais competente que seja o motorista. A estimativa da companhia é que uma em cada cinco safras potenciais de cana seja perdida por pisoteamento do caminhão durante as colheitas. A novidade promete zerar esse percentual.

“Essa tecnologia é válida para qualquer caminhão que opere no transbordo de cana de açúcar nas fazendas. Cerca de 450 veículos, entre caminhões e tratores, são adquiridos anualmente no Brasil para o transbordo de cana. Portanto, vemos espaço para o crescimento da tecnologia autônoma nesse tipo de operação”, diz Wilson Lirmann, Presidente Grupo Volvo América Latina, em entrevista exclusiva à Swedcham por e-mail.

O presidente ressalva que a tecnologia é destinada apenas para áreas confinadas, onde não há trânsito de outros veículos nem de pedestres. Além disso, não dispensa o motorista, que permanece na cabine mesmo enquanto o sistema autônomo é ativado, assim podendo agir em caso de eventualidade. É como se fosse um piloto-automático de um avião.

A novidade está sendo comercializada na forma de prestação de um serviço. “Podemos comparar com os serviços de TV a cabo ou internet que temos em casa. Existe um equipamento, mas não pagamos por ele e sim pelo serviço entregue”, afirma Lirmann.

Segundo o presidente, mais novidades estão por vir no futuro, mas ele prefere não revelar prazos. “A Volvo é reconhecida pelas constantes inovações. O que posso adiantar é que, cada vez mais, cresceremos a oferta em serviços. A exemplo do que estamos fazendo agora com a oferta de um serviço de tecnologia autônoma em caminhões, vemos espaço para oferecer outros tipos de serviço para nossos clientes”, afirma.

Não existem comentários

Adicionar comentário