Capital Humano

Apresentação

Departamento Pessoal ou Recursos Humanos? Administração de Pessoal ou Gestão de pessoas? Geração Y, turn over, retenção de talentos. Como lidar com o apagão da mão de obra? Head hunting, assesment, entrevista e seleção por competência... Gestão por competência...

Até a década de 90 a área de gestão de pessoas era percebida como uma área dedicada basicamente às atividades administrativas e ao cumprimento de tarefas rotineiras. O esforço de mudança organizacional nas duas últimas décadas introduziu reformas produtivas e reestruturações administrativas nas organizações que culminaram em novos modelos de gestão de pessoas. O novos conceitos de gestão provocaram quebra de paradigmas, que, por sua vez, geraram novos desafios. Hoje vivemos tempos de grandes avanços tecnológicos, de crescente automação industrial, de desenvolvimento da robótica e da microeletrônica, juntamente com mudanças no perfil demográfico, mobilidade geográfica e instabilidade econômica.

Como consequência, os gestores das organizações têm de concentrar seus esforços nas estratégias organizacionais e na adoção de novas formas de gestão de pessoas, mais compatíveis com as exigências de flexibilização do trabalho. Busca-se um trabalhador mais participativo, responsável e criativo. O novo modelo de gestão é voltado ao comprometimento, à criação de laços de lealdade, cooperação, integração e aprendizagem entre os empregados e a empresa. Essas estratégias visam a tornar a empresa e a sua força de trabalho mais flexíveis e aptas para encarar os novos desafios.

A "nova" força de trabalho, antes um recurso humano, recebe agora novas denominações: colaborador, talento, parceiro, capital humano. Sim, o trabalhador agora é reconhecido como um valioso capital. Como entendê-lo e administrá-lo? Como desenvolvê-lo e conservá-lo? Como motivá-lo a produzir mais e com melhor qualidade? É possível multiplicá-lo? Como promover a qualidade de vida no seu local de trabalho? Como lidar com as diferenças individuais, alinhando-as para um objetivo comum?

Diante disso, o Comitê do Capital Humano tem por objetivo oferecer um espaço de troca e aprendizagem para profissionais que atuam em gestão de pessoas ou interessadas nesses temas. As atividades deste Comitê são abertas a todos os membros da Swedcham e a todos que puderem participar delas, seja como ouvinte ou como palestrante. Nosso objetivo principal é promover a discussão e a obtenção de uma compreensão mais profunda do papel que o capital humano desempenha no desenvolvimento estratégico das empresas por meio da oferta de atividades e temas variados. Fica aqui o convite para participar de nosso Comitê, como colaborador ou como um participante interessado. Você será muito bem-vindo!

Para entrar em contato com o Comitê você pode enviar uma mensagem pelo nosso Formulário de Contato ou através do e-mail humancapitalcommittee@swedcham.com.br.

Coordenadora

Giselle-WelterGiselle Mueller-Roger Welter - Psicóloga (PUC-SP), completou seus estudos na Alemanha. Especialista em Psicologia Escolar e Educacional. Mestre em Psicologia pela Universidade São Francisco em avaliação psicológica. Com longa experiência na orientação profissional e de carreira, ela desenvolveu projetos de consultoria com foco no desenvolvimento de equipes. Responsável pela introdução do HumanGuide® Test no Brasil em 2001, um sistema sueco de avaliação on-line, com foco na avaliação do perfil motivacional no ambiente corporativo. Com forte orientação humanista, ela acredita que o investimento no potencial humano gera dividendos para os indivíduos, organizações e sociedade. Ela se interessa especialmente por motivação, baseada na ideia de que as pessoas felizes são mais produtivas e engajadas. Seu foco é entender as necessidades das pessoas e desenvolver programas de desenvolvimento da equipe.